O turismo sustentável e como ele deve ser praticado

Quando o assunto é sustentabilidade, ele tem sido muito discutido e também
comentado, não somente no Brasil, como em todo o mundo. Todas as boas práticas e
a maneira de agir, no que tange a natureza, sem o comprometimento do futuro das
gerações e das cidades é sempre uma grande preocupação perante as pessoas e as
autoridades.

Toda atividade que é turística e que seja praticada de forma irresponsável, poderá
causar muitos danos à natureza e atingir a própria atividade do turismo. Portanto,
aprender essas boas práticas e também conhecer os destinos que já foram adotados
por essa atividade, pode ser bem interessante ou curioso, além de saber do que se
trata e por qual motivo é tão importante. Vamos saber mais!

PUBLICIDADE

O que significa a sustentabilidade
A sustentabilidade é uma palavra que está na boca de muitas pessoas. Ela pode ser
muito ouvida e está relacionada a um turismo que é considerado como responsável.
O turismo é uma atividade aos quais as pessoas durante as suas viagens ou na
permanência em lugares que são diferentes dos que vivem, passam por um menor
período para fins de lazer, de negócios e etc.

Ilhas Maurício – África

Do outro lado, o turismo sustentável possui o objetivo de atender a todas as
necessidades que são desses turistas e das comunidades que os receberão. O
turismo predatório poderá causar um esgotamento dos recursos que são naturais,
com descaracterização que é cultural e um desequilíbrio que é social, numa
localidade ou comunidade.

O turismo sustentável chega para que seja promovido um equilíbrio entre as
necessidades que são econômicas, de ambientes ou sociais, que possam ser
atendidas, sem que seja destruída a integridade que é cultural, social ou a diversidade
que é biológica, com processos que são ecológicos, para que se dê uma continuidade
pela vida.

A questão de “ser verde” é uma ideia que está sendo passada para todas as
pessoas. De uma forma ou de outra, o que é realmente importante é que seja
assegurado, que as pessoas não fiquem com uma ideia de que não seja apenas uma
tendência que é passageira. As pessoas precisam se conscientizar sobre a
degradação da natureza.

Algumas boas práticas para a conservação da natureza
Para que um destino seja bom para um turista, ele deve ser bom para o morador,
antes de tudo. Ao pensarmos dessa forma, podemos separar algumas boas práticas
que são para a preservação e para salvar o meio ambiente e a cultura, de um
determinado local.

Devem-se respeitar os moradores e toda a cultura que é local, pois, o lugar é deles e
você é quem está visitando. Preserve a natureza, não tirando as plantas, sem
depredar os monumentos que são históricos ou os prédios e casas, além de não jogar
lixo pelo chão e se encontrar catar, jogar no lugar certo, além de não urinar na rua ou
em locais que sejam públicos.

Aprenda a língua do lugar para onde se queira viajar e fique por dentro de todas as
regras que são sobre o comportamento dos nativos desse lugar, com economia de
água no seu banho, preferindo ecobags ao invés de sacolas que são de plástico e
nunca deixando em um cômodo a luz ou o ar condicionado ligado. Valorize a
economia local ao consumir todos os seus produtos.

Os destinos que são sustentáveis no Brasil
Não somente no Brasil, como no mundo, existem muitos desses destinos que são
considerados como sustentáveis, para a prática desse tipo de turismo. Eles estão
cada vez mais sendo preparados para a preservação da natureza e para uma
perpetuação da sua cultura, com geração em muitos deles de renda e trazendo
muitos benefícios também, para os seus moradores.

Em Bonito, no Mato Grosso do Sul, que é uma cidade que fica a 300 km de distância
desse estado, há um turismo sustentável, que é reconhecido como uma referência
internacional. Os visitantes precisam ter um voucher que é eletrônico, controlando e
delimitando a quantidade de todos os turistas em cada atrativo que é encontrado
nessa região, que é bela por natureza.

Lima Duarte e Santa Rita de Ibitipoca, ambas em Minas Gerais, localizadas dentro do
Parque Estadual de Ibitipoca, tem sinalizações que são de acordo com todas as
normas que são voltadas para a sustentabilidade. No parque, são mantidas muitas
medidas que são preventivas e destinadas para o controle ou para o acesso de todos
os seus visitantes.

O arquipélago de Fernando de Noronha é um dos mais bonitos lugares encontrados
no Brasil. Para que, toda essa maravilha seja mantida, há um rígido controle no
número dos turistas e com muitas iniciativas para o uso do material que seja reciclado
e da diminuição da emissão de carbono, com a sua respectiva comunidade sendo
envolvida em todos os projetos.

Tulum – Méxica

Lugares no exterior para um turismo sustentável
No exterior também há uma preocupação por parte desse turismo, que é o
sustentável. Alguns desses lugares são nas Ilhas Maurício, que é um país que fica
situado na África Oriental, que é um local que é detentor de uma rica flora, contendo
mais de 600 espécies que são nativas de plantas. O país também estabeleceu muitas
áreas que são restritas e que envolvem toda a comunidade.

Em Tulum, no México, o viajante terá uma experiência, que ficará marcada para toda
a sua vida, com envolvimento na sua cultura que é a Maia e com direito a relaxantes
massagens, tratamentos que são energéticos ou banho de ervas, já que a
sustentabilidade também é a preservação de toda a cultura de um lugar e também o
modo de vida do povo desses lugares.

A Costa Rica também é um destino perfeito para um turismo de sustentabilidade.
Mais de 25% de toda a sua área terrestre e de sua costa foram reservadas há
décadas, como áreas que são de conservação ambiental. Por causa disso, esse país
é o pioneiro no campo do ecoturismo e com uma certificação de hospedagem nessa
área desde o ano de 1999. Viaje para esses lugares e faça um turismo sustentável.