O que conhecer numa viagem até Ushuaia

Vamos viajar para um lugar emblemático e com uma localização que está mais próxima
da Antártica, do que da capital do seu país, que é Buenos Aires. Para muitos viajantes,
ele é uma rota de passagem para quem está dando uma volta ao mundo ou cruza o
continente americano por via terrestre. Ela fica aos pés dos Andes e bem na beira do
Canal Beagle, que divide o Chile e a Argentina.

É um destino para uma viagem durante todo o ano, com neve de qualidade, numa
temporada longa. Porém, o local é cheio de passeios que são agradáveis, com belas
paisagens e com muitas atividades ao ar livre ou em museus, que servirão para
entender ou conhecer melhor esse lugar, que é muito pacato, charmoso e com uma
gostosa culinária.

PUBLICIDADE

O clima dessa região
Por ser considerada a cidade mais austral do mundo, com cada uma de suas estações
do ano envolvendo muitas características que são bem diferentes. A temperatura
média anual desse lugar ao ano é de 6ºC. No verão é de 10ºC e no inverno é de 2ºC.
Os ventos são frequentes e gelados, com uma sensação que pode ser ainda mais
baixa. Em dias mais extremos a temperatura pode chegar a – 20ºC.

No inverno nessa região há neves, lagos congelados, dias frios e com menos horas de
sol, com muitos esportistas de equipes olímpicas treinando por lá. O outono é com o
colorido das árvores, nas cores vermelha, laranja e amarelo. Na primavera essas
árvores ficam verdinhas. Se prepare nessa viagem em qualquer época do ano para
baixas temperaturas e leve roupa de frio para se proteger.

Como chegar até Ushuaia
O avião é o jeito mais fácil para os brasileiros chegarem lá e com uma conexão em solo
argentino. Na maioria dos casos ao sair do Brasil, faça uso do combo TAM/LAN, que
tem em muitas cidades do Brasil ou a Aerolíneas Argentinas. O voo que vai de Buenos
Aires até Ushuaia dura em torno de 3h45min. O Aeroporto Internacional de Ushuaia ou
o Malvinas Argentinas é de pequeno porte.

Ao sair do aeroporto de Ushuaia, que fica bem próximo ao centro dessa cidade, use
táxis, por ter vários deles, saindo desse aeroporto. Destacamos que, no inverno, a
direção pela Patagônia argentina é mais difícil, exigindo uma maior cautela, por causa
do gelo na pista e muitas pessoas preferem chegar a Ushuaia por via terrestre, pela
Ruta nº 3, que se inicia em Buenos Aires.

Uma cidade pequena
Ushuaia tem pouco mais que 50 mil habitantes, com muitos passeios para serem feitos,
restaurantes, lugares para se fazer compras e até cassinos. É recomendável que fique
por lá de 4 a 5 dias. É um lugar que tem uma história recente, já que ela cresceu
devido a Argentina, que precisava se fazer mais presente. É também uma cidade mais
diurna do que noturna, sendo fraca para quem curte baladas.

Há muitos passeios para serem feitos por lá, como os de 4×4 que pode levar a bonitos
lagos, um trekking pelo Lago Esmeralda ou um passeio que é bastante popular, que é
pela pinguinera e se a sua viagem for no inverne, a diversão ficará por conta da neve,
com a prática de esqui e de snowboard, que são esportes muito procurados para a
prática, pelos brasileiros, que vão em busca da neve.

Desfrutando do que há em Ushuaia
Conheça o Cerro Castor que é um centro invernal e considerado o melhor centro de
esqui da Argentina. É para quem quer se aventurar nos esportes de neve, num lugar
que conta com 31 pistas de diferentes níveis de dificuldade e 11 meios de elevação.
Ele oferece toda uma estrutura para as pessoas passarem o dia esquiando, com
restaurantes, lanchonetes e alugueis de equipamentos.

Cerro Castor – Ushuaia

O Canal de Beagle ou também como é conhecido o Estreito de Beagle, separa a
Argentina do Chile, as ilhas do Árquipélago da Terra do Fogo e ainda liga os oceanos
Atlântico e Pacífico. Não deixe de navegar por esse canal, que é um passeio muito
procurado pelos turistas. Muitos deles preferem dar um mergulho ou fazer uma
caminhada no calçadão, para poder admirar essa linda paisagem.

O Museu Marítimo e um presídio de Ushuaia, que conta um pouco da história dos
navios que eram de expedições, que passaram por essa região. Há também um museu
antártico e de arte. No presídio o turista poderá se deparar com pedaços do farol, que
foram construídos na ilha de Los Estados, que é conhecido como o Farol do Fim do
Mundo. Um local que conserva toda uma atmosfera de quando era um cárcere.

O Cassino Club Ushuaia fica na Avenida Maipú, que é um bom local para os amantes
do jogo, tentarem voltar com algum dinheiro a mais, para casa. Ele é grande, com uma
estrutura que chama a atenção dos viajantes, que podem ver toda uma modernidade,
dentro de um salão que é grande, com máquinas de caça-níqueis, mesas de jogos e
um bar. Um ótimo lugar para quem quer curtir a noite por lá.

O Duty Free Shop são dois, um na Avenida San Martin e o segundo no aeroporto.
Ushuaia que é livre de impostos. Em San Martin, há uma maior variedade de produtos,
como os eletrônicos, bebidas, chocolates, malas, roupas, cosméticos, brinquedos,
móveis para casa, artigos de decoração e cozinha e muitos outros produtos, com bons
preços e que vale levar, alguns desses produtos para casa.

A Isla Martillo ou Pingüinera é uma ilha do Canal de Beagle, que é muito procurada
pelos pinguins durante a sua época de reprodução, recebendo muitas colônias deles
de Magalhães e os pinguins-reis que chegam no verão ou entre outubro e meados de
abril. É uma ilha pacata, com praias bonitas, cercada de verde e de montanhas, num
visual paradisíaco, com um frio forte, devido aos ventos.

Conheça Ushuaia e faça uma viagem para sair do comum, que é muito procurada
pelos brasileiros que estão em busca de um clima mais frio e principalmente para ver e
se divertir com a neve, que é tão abundante por lá. Não perca essa oportunidade e
tenha essa experiência que é dedicada para os viajantes, que querem uma nova
experiência em suas viagens e para trazer muitas lembranças que serão marcantes.