O destino turístico para conhecer agora é San Blas

San Blas é um arquipélago com mais de 360 ilhas e ao menos 50 delas são
habitadas. É um destino pouco conhecido pelos brasileiros e que pode ficar
hospedado juntamente com turistas que são belgas, suíços, franceses, portugueses,
chilenos, argentinos, mexicanos, canadenses e muitos outros. Esse arquipélago fica
na costa atlântica do Panamá.

Essa viagem é destinada para as pessoas que possam gostar de experiências que
são marcantes, com destinos que são exóticos, lindas paisagens e ainda terá
maravilhosas histórias para contar após a volta desse passeio. Prepare a sua roupa
de banho, o protetor solar e não deixe de registrar todos esses momentos nessa
encantadora viagem. Siga ao nosso roteiro, que escolhemos algumas praias e ilhas.

PUBLICIDADE

Como chegar até San Blas
Essa não é uma tarefa muito fácil e será necessário que se tenha um planejamento,
com muita organização, acordar bem cedo ou encarar algumas horas de viagem.
Esse arquipélago é oficialmente uma comarca de índios Kuna Yala. Fica situada às
margens do mar do Caribe, ao lado oposto da Cidade do Panamá e fica margeado
pelo Oceano Pacífico.

Para se chegar até esse destino são 2 horas e 30 minutos, numa estrada que é
sinuosa e mais alguns minutos de barco, a partir da capital panamenha e saindo do
Brasil, que tem voos diretos que saem das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro,
Brasília, Recife, Porto Alegre, Manaus e Belo Horizonte, todos são pela companhia
aérea Copa Airlines, com um tempo médio de viagem de 5 horas.

Chegando ao Aeroporto Internacional de Tocumen, na capital da Cidade do Panamá
e a primeira etapa é de carro 4×4, que é muito comum. Esse percurso começa ás 5h
ou 6h da manhã. É a hora que esses carros saem e com um custo para os viajantes.
A segunda etapa é de barco, rumo para essas ilhas, começando em seus portos da
região, que partem com esses barcos para as ilhas.

Viajar para San Blas sem contratar nenhum serviço ou de forma independente é
impossível, pois, você irá precisar de um motorista que te leve até a Cidade do
Panamá e até um porto, com um barqueiro que faça esse trajeto até a sua ilha
escolhida. Será necessário também fazer uma reserva de hospedagem. É um
território indígena e bem pouco explorado.

O que você precisa saber nessa viagem
A sua língua oficial é o espanhol e alguns nativos falam um pouco de inglês. O padrão
de voltagem é de 110 volts e com uma tomada de 2 pinos retos e paralelos. Nas ilhas
de San Blas a energia elétrica é muito precária e nem sempre está disponível. É
importante levar um carregador extra para o seu celular ou uma bateria extra para a
sua câmera fotográfica. O sinal de celular também não é dos melhores.

O fuso horário de San Blas é de 2 horas a menos que o horário de Brasília. A sua
moeda oficial é o Balboa, mas na prática, a que mais circula é o dólar americano. Os
brasileiros não irão precisar de visto para entrar no Panamá e o passaporte deve ter
uma validade de no mínimo 6 meses. Nunca viaje para o exterior, sem um plano de
saúde, que seja internacional e em San Blas não há farmácias.

Não há água doce e apenas salobra. Não há cadeiras de praias e o turista poderá se
deparar com algumas redes. Cangas e toalhas serão bem vindas. Os trajes de
banhos serão os mais usados e não se esqueça de levar um casaco que seja leve
para a noite. Não esqueça também o protetor solar. Não há wi-fi nas ilhas de San Blas
e o sinal de 3G ou 4G não funcionam, mas há sinal de telefonia para se falar.

Algumas de suas ilhas e praias de San Blas
Conheça a sua Playa de Las Estrellas que é uma visita quase que obrigatória para os
turistas que fazem um tour por San Blas. Os barcos vão até os seus bancos de areia
e entre todas as paradisíacas ilhas desse arquipélago, essa é um pequeno monte de
areia, sem nenhum coqueiro, mas que atrai o olhar de seus visitantes e com muitas
estrelas que podem ser encontradas por lá, numa água clara.

A Ilha de El Povernir da capital da comarca de Kuna Yala é uma sede de um pequeno
aeroporto desse arquipélago. Fica na região noroeste e bem próximo as Isla Perro e
Chichime. El Povernir não oferece tão bonitas praias, mas é muito procurada por
oferecer um hotel que tem uma estrutura melhor que as típicas cabanas que são de
palha e de bambu, muito encontradas por toda essa região.

Playa de Las Estrellas – San Blás

A pequena ilha de Coco Blanco é considerada como um bom lugar, que pode aliar
uma boa estadia, com uma linda praia, com oito cabanas de palha, todas com
banheiro privativo, água doce e com luz elétrica, por ter muitos painéis que são de
energia solar. É uma ilha com um pouco mais de conforto para os seus visitantes. A
sua praia é bem pequena e a sua ilha mede um campo de futebol. É muito acolhedor.

Cayos Holandeses é uma ilha que é considerada como a mais bonita, por ser um
conjunto de ilhas que não são habitadas e que fica afastada da região mais popular
de San Blas. Um verdadeiro paraíso, com um mar que é limpo, com um colorido em
tons de verde e azul, com áreas de corais e piscinas que são naturais, com uma
intensa vida marinha, numa natureza que é exuberante e intocada pelo homem.

A preferida pelos viajantes em San Blas é a pequena Isla Tubisenika, que fica
afastada da movimentação de outras ilhas como as de Perro e a de Aguja. Essa ilha
conquista ao coração dos turistas, que estão em busca de um verdadeiro paraíso,
para passar alguns dias nessa viagem. É uma bonita praia e com uma piscina que se
forma bem de frente a ela, com um incrível visual. Conheça San Blas.