Dicas de viagens para a Tailândia

A Tailândia é um destino que cada vez mais é procurado por brasileiros para o
turismo. Sua capital é Bangcoc, fica localizada na Ásia, com uma população
estimada de 66.700,000 habitantes. A moeda oficial é o Baht e a língua é a
Tailandesa. Nesse país há um mix de cheiros, cores, sabores e gestos que nos
cercam a cada passo e que vai além de todos os nossos parâmetros ocidentais,
em sua cultura e em todo o seu exotismo na Tailândia.

Os atrativos nesse país
Nesse local o viajante poderá desfrutar de um passeio encantador, com muitas
acomodações, hotéis e restaurantes de luxo, com comidas mais acessíveis e
exóticas também, praias e ilhas paradisíacas e uma cultura que é muito diferente
da nossa.

Os voos para a Tailândia
Não existem voos diretos do Brasil para lá, mas há algumas opções de conexões
em outros países como as da Companhia aérea Emirates, via Dubai, a da British
Airways via Londres, a da Air France que é via Paris e da Swiss que é via Zurique.
Se o viajante já estiver na Ásia, poderá optar por outros voos disponíveis como a
da Thai Airways ou com a Ana, JAL, AirAsia, Cathai e AirChina, entre inúmeros
outros para quem já está na Ásia.

A principal porta de entrada é o Aeroporto Internacional de BangKok-Suvarnabhumi
ou outros serviços internacionais diretos como para Chiang Mai ao norte e Phuket
ao sul. O voo com conexão na África do Sul tem os preços mais acessíveis, porém,
são mais demorados.

A entrada de brasileiros nesse país
Os brasileiros que pretendem viajar para a Tailândia devem saber que para entrar
nesse país em viagens de turismo não irão precisar de visto e o passaporte deve
ter pelo menos 6 meses de validade de tempo de permanência máxima nesse país,
sem esse visto deve ser de 90 dias e esse período ainda pode ser renovado.

É exigido na entrada desse país o certificado internacional contra a febre amarela e
no desembarque é preciso passar pelo Health Control do aeroporto para a
apresentação do documento e o preenchimento do formulário e somente depois
desse procedimento é que o turista segue com seus tramites legais para entrada
na Tailândia.

O transporte público da Tailândia
Fora da capital esse transporte não é dos melhores e o turista irá depender de
ônibus com um tráfego por estradas que são precárias e com maus motoristas de
trânsito, nada muito diferente do Brasil. Outra opção são os trens que são mais
confortáveis e divididos em três classes, que são a primeira com direito a cabine,
segunda razoável e nem todas com ar condicionado e a terceira com um preço
mais em conta, bancos de madeira e zero de conforto.

 

A hospedagem na Tailândia
Há o Hostel Nappark, com várias áreas comuns para os hóspedes se conhecerem
e com banheiros divididos entre homens e mulheres, o Hotel Admiral Premiere que
possui vários restaurantes por perto, com comidas que vão desde a americana até
a tradicional tailandesa e com um preço bom para duas pessoas por noite, num
quarto com cozinha e banheiro. Por ser uma grande cidade existem muitas outras
áreas para se hospedar.

 

O câmbio na Tailândia
A sua moeda oficial como já citamos acima é o Bath, mas o visitante consegue
trocar com bastante facilidade o dólar ou o euro em todas as casas de câmbio
nesse país e não é comum seus estabelecimentos comerciais aceitarem o dólar,
pois, a sua moeda é desvalorizada perante o dólar, ou seja, com 1 real se compra
10 Baths e com 1 dólar cerca de 34 Baths.

São recebidos sempre na Tailândia muitos turistas de todos os países do mundo e
por isso, trocar dinheiro lá é muito fácil, há lugares para essas trocas em toda a
parte e durante a viagem vá trocando aos poucos, pois, caso sobre Baths ao final
dessa viagem de volta ao Brasil, se perderá bastante no câmbio aos destrocá-los.
Fica a dica.

A culinária
O Turista na Tailândia poderá sentir muita diferença na comida desse país, que é
bem diferente da ocidental. Seus ingredientes, a forma de se apresentar o seu
prato e até de comer são diversos, de todos os nossos costumes. Muitos aromas e
condimentos são encontrados nessa culinária, há a utilização de vários temperos,
como as pimentas ervas, especiarias e muitos outros.

Os famosos espetinhos de insetos, larvas, baratas e escorpiões não são muito
encontrados na capital e sim, mais no interior, mas mesmo assim, ainda é possível
encontrar na capital algumas barraquinhas que vendem esse tipo de iguaria e para
quem deseja experimentar destes espetinhos. Na capital Bangkok, há ótimos
restaurantes e lanchonetes e muitas barraquinhas de rua.

Acompanhe esses poderosos pratos com uma cerveja Singha ou Chang, esse
último é um chá que pode ser o verde ou o de jasmim, águas de coco ou sucos
naturais de frutas e para a sobremesa peça o Khao niaow ma muang, que é um
arroz doce com manga. A atenção do visitante deve ficar por conta da higiene
desses locais, devido a alguns estabelecimentos lavarem seus pratos ou vegetais
direto na água do rio.

O clima
A melhor época para se visitar a Tailândia seria no final do outono e no inverno,
entre os meses de novembro até março, que é um período mais seco e nessa
época o visitante poderá aproveitar suas praias nessa alta temporada nesse país e
quanto ao inverno nesse país suas temperaturas não ultrapassam os 30°C.

 

Evite viajar para lá entre os meses de julho até outubro, é o período das monções
asiáticas causando fortes temporais e como a Tailândia é um país bem grande
cada região terá as suas especificações e outras melhores épocas para se viajar.
Siga nossas dicas daqui desse post e conheça a Tailândia, um país exótico em sua
culinária, com uma cultura bem diferente da nossa e com suas praias que são
exuberantes, leve em sua bagagem, muita alegria para curtir. Boa viagem!

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.